undefined
Edilson Rodrigues/Agência Senado - 30.08.16
Senadora Marta Suplicy (PMDB-SP) é uma das principais cotadas para assumir o Ministério da Cultura

A praticamente um ano do início das campanhas, muita gente almeja o Ministério da Cultura como vitrine para candidaturas em seus Estados. São deputados, senadores e até suplentes.

Leia também: Polícia investiga mistério do envelope com cocô para Maia

A principal cotada é a senadora Marta Suplicy (PMDB-SP), que já ocupou a pasta no Governo Dilma. Mas Palacianos alertaram o presidente Michel Temer sobre os desgastes com o nome da aliada. Marta é suspeita de receber caixa 2 da Odebrecht, segundo delação de Benedicto Junior e Carlos Paschoal. Se confirmada a nomeação, subirá para nove o número de ministros envolvidos com a Lava Jato.

Outra cotada é a suplente do ex-deputado Eduardo Cunha, Laura Carneiro (PMDB-RJ), que já foi citada – e absolvida em CPI – no esquema da máfia dos sanguessugas.

Na fila também aparece o deputado paraibano André Amaral (PMDB), mas sem padrinhos. O PSDB, num desce-não- desce do Governo, também tem gente interessada.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários