Vidar Helgesen, ministro do Meio Ambiente da Noruega – um dos países modelo de gestão de sustentabilidade e que mais preservam suas florestas – enviou carta de três páginas (veja abaixo) ao ministro da pasta similar em Brasília, Sarney Filho, à qual a Coluna teve acesso.

Entre outros pontos – elogiou iniciativas do Governo em gestões passadas e a redução do desmatamento na Amazônia – agora mostrou-se preocupado com a aprovação de Medida Provisória 756 no Congresso, que abre portas para a pecuária e plantio em reserva florestal. 

A MP aprovada reduziu para menos da metade a área de proteção da floresta nacional do Jamanxin, no Pará: de 1,3 milhão de hectares para 561 mil hectares.

Festa para garimpeiros, pecuaristas e quem pretende vender terras (inclusive para estrangeiros).

O presidente Michel Temer desembarcará em Oslo em alguns dias com uma crise diplomática-governamental para resolver e será muito cobrado pelo ministro do Meio Ambiente. A Noruega é o país que mais colaborou para o fundo de preservação da Amazônia administrado pelo Brasil - foram US$ 1 bilhão nos últimos anos. E muito disso a pedido do próprio governo brasileiro, segundo fontes.

A Noruega também acompanhou de perto a posição e ações do governo brasileiro na COP21 em Paris, acreditando no sucesso do empreendedorismo dos ambientalistas do governo e nas ações oficiais na Amazônia Legal.

A notícia da aprovação desta MP que amplia área para atividades pecuárias e plantações caiu como uma bomba no governo do país nórdico.


    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários