A associação dos servidores da Agência Brasileira de Inteligência está revoltada com a revista VEJA. Considera a reportagem irresponsável e sem qualquer prova de que espionou o ministro Edson Fachin.

Em nota oficial, a Asbin informa que “repudia insinuações de uso indevido da inteligência do País”.

Na nota, a associação emenda que as informações da revista “colocam em dúvida o profissionalismo e a seriedade dos servidores da Abin”. E exige agora apuração rápida internamente para provar a “garantia de idoneidade da Agência”.

Confira aqui a íntegra da nota  http://bit.ly/2rlZVxd

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários