Deputados da base governista pressionam o presidente da Câmara, Rodrigo Maia, a acelerar a tramitação das mudanças na lei de abuso de autoridade aprovadas pelo Senado e que já chegaram à Câmara.

Ele resiste e sequer marcou data para instalação da comissão especial de análise.

A próximos, Maia revela que não quer mais crise nem pressão popular, diante de projeto tão polêmico, em meio à efervescência político-judicial do momento.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários