undefined
Ayrton Vignola/ Estadão Conteúdo 14.03.2011
Para o DEM, há crimes contra a ordem econômica que “não estão englobados no acordo firmado entre JBS e PGR"

Permanece parado em algum escaninho do Ministério das Relações Exteriores o pedido de extradição do empresário delator Joesley Batista, dono da JBS, apresentado há mais de uma semana pelo deputado José Carlos Aleluia (DEM-BA).

O democrata sustenta que há crimes contra a ordem econômica que “não estão englobados no acordo firmado entre os sócios do Grupo JBS e a Procuradoria-Geral da República (PGR)”. A Coluna lembrou que eles são alvos de quatro operações da PF.

Leia também: Minerador repatria R$ 44 bilhões e dinheiro some no Brasil

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários