Durante almoço no Instituto Nacional dos Advogados de São Paulo na última sexta-feira, o ministro do STJ Sebastião Reis Júnior recomendou “cuidado” ao analisar o projeto que prevê o fim do foro privilegiado aprovado em primeiro turno no Senado.

Ao citar as investigações da Lava Jato, o ministro ponderou que atualmente as varas em que esses processos correm no Rio de Janeiro e em São Paulo estão cuidando exclusivamente deles.

“Se baixar tudo para as varas de origem, não sei se elas vão ter estrutura necessária”, observou o ministro.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários