Parado há três meses no Senado, o projeto que prevê punições para o abuso de autoridade voltou a ser ventilado nos corredores após a operação Carne Fraca.

De autoria do líder do PMDB, Renan Calheiros (AL), a polêmica proposta tramita na Comissão de Constituição e Justiça.

A relatoria é do senador Roberto Requião (PMDB-PR). O presidente da CCJ, Edison Lobão (MA), no entanto, mantém a posição de que “não dará prioridade ao projeto”.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários