A Associação Nacional dos Procuradores dos Estados e do DF (Anape) defende a reforma previdenciária e que as mudanças devem valer para todos, sem privilegiar ninguém.

Já os procuradores do Ministério Público tentam escapar das novas regras e já conseguiram formalizar uma emenda através do deputado Lincoln Portela (PR-MG)

Marcello Terto, presidente da Anape, não é contra a reforma, mas aponta mudanças necessárias ao projeto de Temer.

Terto considera equivocada a ideia de que o sistema de previdência prejudica o País, uma vez que todos pagam pela aposentadoria. Ele destaca que gestores públicos confundem as contas da previdência com as da seguridade social e cobra um estudo contábil detalhado sobre o destino dado ao dinheiro da previdência.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários