O presidente da República, Michel Temer, e a equipe econômica já concluíram a proposta de reforma tributária.

 O pacote seria enviado ao Congresso Nacional nesta semana, fatiada em medidas provisórias. Diante da avalanche provocada pela segunda lista do procurador-geral da República, Rodrigo Janot, o Planalto decidiu recuar e adiou para até maio o envio de mudanças na legislação de impostos, taxas e contribuições.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários