Ex-presidente do Senado e líder do partido, Renan Calheiros (AL) virou um problema para o presidente Michel Temer. Ou, nas palavras dos palacianos, ‘Eduardiou’ – numa alusão à fúria do então deputado que se voltou contra o Governo como se este tivesse culpa por suas agruras. Pois Renan tem se sentido abandonado pelos aliados.

O tiroteio de Renan contra o presidente Temer passou a incomodar o Governo. O presidente do Senado, Eunício Oliveira (CE), tenta atuar como bombeiro e interlocutor, em vão. Renan está tenso com sua situação na Lava Jato e agora com a revelação de que o filho homônimo, governador de Alagoas, entrou na roda.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários