Grupos representativos das Polícias Militares de alguns Estados pretendem paralisar as atividades em protesto contra a reforma da Previdência.

A proposta será colocada em votação hoje em Brasília, num encontrão de policiais de todo o País na Esplanada.

Leia também: Senador vai convocar diretores das aéreas e Anac a Comissão

A recém-criada União dos Policiais do Brasil (UPB) promete para hoje manifestação em frente ao Congresso com ‘300 mil policiais’ contra a reforma.

Eles correm risco de perder a aposentadoria especial da categoria, antecipada em 5 anos, pela periculosidade.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários