Além da planilha que detalha o pagamento de propinas a centenas de políticos, executivos e ex-executivos da Odebrecht entregaram à Justiça gravações de alguns encontros e imagens de mensageiros que estiveram na faraônica sede da empresa em São Paulo.

Leia também: Janot deve liberar delações da Odebrecht na íntegra

undefined
Divulgação/Odebrecht
O jornal que quiser a lista da Odebrecht tem que entregar dois HDs de 1 terabyte cada

O material está na delação de alguns dos 77 executivos e é constrangedor para alguns caciques políticos – flagrados pessoalmente ou através de prepostos.

O Procurador-Geral da República vai liberar o material na íntegra para comprovar a denúncia pesada contra políticos que mandará para o STF, conforme antecipou ontem a Coluna.

Leia também:  Odebrecht e Cláudio Melo frente a frente

O PGR Rodrigo Janot ainda não enviou ao Supremo o conteúdo das 77 delações de executivos da empreiteira. Mas a Corte já se antecipou à crise e montou equipe.

Vê-se o tamanho da encrenca das delações pelo comunicado do STF: o jornal que quiser a lista tem que entregar dois HDs de 1 terabyte cada, e terá o conteúdo em breve.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários