Apesar das críticas, o Governo federal tenta cuidar das fronteiras "abertas". 

Começa neste trimestre no Paraná a segunda etapa do projeto Sisfron (Sistema de Monitoramento de Fronteiras), com sede no Centro de Comando e Controle no 33º  Batalhão de Infantaria Mecanizada,  em Cascavel. 

Leia também: OAB espera decisão na Justiça contra cobrança de bagagem

A área de proteção da nova frente do programa do Exército vai dos municípios de Guaíra a Barracão (PR) e São Miguel do Oeste (SC), com as fronteiras do Paraguai e Argentina.

 A atual etapa está sediada no 28º Batalhão Logístico em Dourados (MS) e abrange a fronteira com Paraguai e Bolívia. Foi construída pela Savis, do grupo Embraer Defesa.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários