Analistas da consultoria de risco político Eurasia, com sede Washington, traçam cenários íngremes para o Governo de Michel Temer nos próximos meses.

Leia também: Transparência cobra ações do MEC para estancar fraudes no FNDE

Em relatório intitulado “Brasil 2017: reformas com uma classe média raivosa”, ao qual a Coluna teve acesso, a agência aponta: “O crescimento da classe média gerou maiores demandas do eleitorado, a corrupção está virando um tema eleitoral mais relevante, governos estaduais estão em uma grave crise fiscal e a economia está dando sinais de uma recuperação modesta”.

O report aponta que o ambiente global para mercados emergentes está mais arriscado, a operação Lava Jato não vai se acalmar e o presidente Michel Temer permanecerá “impopular”.

Leia também: Brasil tem média de 20 acidentes aéreos por mês, aponta Cenipa 

No tema Congresso Nacional, os analistas reforçam que líderes partidários começam a enxergar cenário de “terra arrasada” e a resposta “é acelerar a sua agenda de reformas”, o que tem, de fato, ocorrido.

Pontual e objetivo, o relatório da Eurásia também traz o capítulo “Temer em março: ou vai ou racha”, em referência à aprovação do texto da reforma da Previdência. 

Leia também: João Alberto bate pé e quer ficar no comando do Conselho de Ética do Senado

Com Walmor Parente

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários