O relator da reforma da Previdência, Arthur Maia (PPS-BA), garante que não vai ceder “às pressões interna e externa” e mantém para o dia 16 de março a apresentação do parecer na comissão especial da Câmara.

Sindicalistas querem que o presidente Casa, Rodrigo Maia (DEM-RJ), intervenha para adiar a conclusão do relatório; ao que o democrata tem repetido que não “interfere nos trabalhos da comissão.”

undefined
Zeca Ribeiro/Câmara dos Deputados - 21.2.17
Sindicalistas querem que Rodrigo Maia (DEM-RJ) tente adiar a conclusão do relatório


    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários