Tamanho do texto

O gari Renato Luiz Feliciano Lourenço, o Renato Sorriso, já saiu como destaque na Grande Rio e na União da Ilha do Governador

Renato Sorriso em desfile na Sapucaí pela União da Ilha
Divulgação
Renato Sorriso em desfile na Sapucaí pela União da Ilha

Há 17 anos Renato Luiz Feliciano Lourenço, conhecido como Renato Sorriso, usa a vassoura para abrir seus caminhos. “Ela é meu passaporte”, diz o gari com o riso estampado no rosto – sua marca registrada. Ex-faxineiro, ex-camelô, ex-diarista, ex-vendedor de cachorro quente, interrompeu os estudos na 5ª série, sonhava em ser técnico de refrigeração. “Para mim, lixeiro é quem joga lixo nas ruas, vive na sujeira e não dá valor ao nosso trabalho”, frisa o profissional que logo de cara foi designado para trabalhar em uma região que também é responsável pela limpeza do Sambódromo durante o carnaval.

Leia também: Peça "PRETO" aborda questões que incluem racismo e desigualdade social

O gari Renato Sorriso é um dos maiores símbolos do carnaval
Divulgação
O gari Renato Sorriso é um dos maiores símbolos do carnaval

“Nem acreditei. Samba é a minha paixão, por isso, quando a escola acabou de passar e a gente começou a varrer, não resisti e comecei a sambar. O povão gostou, mas levei a maior bronca do meu chefe”, relevou em entrevista o gari que já foi destaque na Grande Rio e na União da Ilha do Governador. Do Sambódromo para o mundo, foi um pulo. Por causa do samba na avenida foi convidado para integrar o grupo que se apresenta num carnaval em Toronto, no Canadá. De convite em convite, vai sambando e abrindo seus horizontes.

Leia também: Intervenções urbanas de artistas das periferias do Rio inspirando novos olhares

Renato Sorriso foi um dos destaques na cerimônia de encerramento das Olimpíadas de Londre
Divulgação
Renato Sorriso foi um dos destaques na cerimônia de encerramento das Olimpíadas de Londre

Foi com a vassoura que ele teve a oportunidade de conhecer oito países, ser um dos destaques da comitiva brasileira no encerramento das Olimpíadas de Londres e segurar a Tocha Olímpica. “Mesmo que um dia ganhe muito dinheiro nunca vou deixar a Comlurb (companhia de limpeza urbana do Rio de Janeiro). Como Renato Sorriso, de vassoura na mão, conquistei o prestígio que tenho hoje.” Graças à fama no carnaval como o gari sambista, virou figurinha fácil em programas de TV, fez participação em novelas e ganhou o mundo!