Orca
Reprodução/Projeto Baleia Jubarte
Imagens mostram animal tentando, em vão, retornar ao oceano após encalhar na areia

Neste sábado (1º), frequentadores da praia de Guarajuba, localizada em Camaçari, Região Metropolitana de Salvador, se surpreenderam com um visitante inesperado: um filhote de orca acabou encalhando e precisou ser resgatado.

Segundo informações do Instituto Mamíferos Aquáticos (IMA) e do Projeto Baleia Jubarte, a orca era um fêmea de 3,7 metros de comprimento. Quando foi resgatada, estava severamente debilitada, pouco responsiva e em estado nutricional bastante ruim, o que impossibilitava seu retorno ao oceano. Por este motivo, os especialistas acharam melhor sacrificá-la.

“Entendemos que, apesar da equipe não ter medido esforços para a recuperação desse indivíduo, alcançar o sucesso da operação se tornou uma questão de ego e resposta ao público, que colocava de lado o bem-estar animal . Foi tomada a difícil decisão, pelo bem do animal, de abreviar o seu sofrimento, optando pela eutanásia humanitária, que foi realizada de forma ética e indolor, através da administração endovenosa de anestésicos”, afirmou o IMA, em nota.

Em entrevista ao G1, biólogos do Projeto Baleia Jubarte afirmaram que o aparecimento deste tipo de animal é bastante raro no litoral brasileiro e pode ter sido ocasionado pela época de reprodução das jubartes, uma vez que as orcas são predadoras dos filhotes de baleia.


    Veja Também

      Mostrar mais