COP26
Divulgação/COP26
Símbolo da COP26

A Conferência das Partes da Convenção das Nações Unidas sobre as Mudanças Climáticas ( COP26 ), prevista para acontecer no Reino Unido, entre 9 e 19 de novembro, foi adiada para 2021, anunciou o governo britânico nesta quarta-feira (1º).

Leia também: Coronavírus no Brasil: acompanhe a situação no País em tempo real

A medida foi tomada em decorrência da pandemia do novo coronavírus (Sars-CoV-2), que já matou 43 mil pessoas em todo o mundo e mais de 560 pessoas no Reino Unido. "O mundo está enfrentando um desafio global sem precedentes e os países estão focados corretamente nos esforços para  salvar vidas humanas combatendo a Covid-19. Foi por isso que decidimos reprogramar a COP26 ", explicou o ministro britânico de Atividades Produtivas, Alok Sharma, nomeado para presidir a conferência. 

Apesar do adiamento, Sharma explicou que o Reino Unido continuará "a trabalhar incansavelmente" com seus parceiros para "cumprir a ambição de enfrentar a crise das mudanças climáticas ". Segundo o governo britânico, uma nova data será definida em comum acordo com a Itália, já que a conferência seria organizada pelos dois países.

Além da COP26, o evento que serviria de preparação para a cúpula climática da ONU e seria realizado em Milão, entre 28 e 30 de setembro, com cerca de 400 jovens de 197 países, também foi suspenso.

Leia também: De gripezinha a "não é tudo isso": vezes em que Bolsonaro minimizou coronavírus

"Embora tenhamos decidido adiar a COP26 , incluindo o evento Pré-COP e 'Juventude pelo Clima', continuamos totalmente comprometidos em enfrentar o desafio das mudanças climáticas", confirmou o ministro italiano do Meio Ambiente, Sergio Costa.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários