Olhar Digital

Baleia cinzenta
Reprodução
Baleia cinzenta morta em praia

Baleias cinzentas viajam anualmente 16 mil quilômetros entre o Ártico e o México. Normalmente, os animais nadam seguindo o litoral durante a maior parte do tempo, o que, em casos raros, pode fazer com que encalhem e acabem morrendo. Para entender melhor o porquê de isso acontecer, um grupo de cientistas estudou as condições nos dias em que mais de 100 baleias encalharam e chegaram a um resultado surpreendente. O estudo mostrou uma possível ligação entre tempestades solares e o encalhe da espécie.

LEIA MAIS: Estados do Nordeste cobram governo por medidas efetivas contra óleo nas praias

Os pesquisadores chegaram à conclusão de que as baleias utilizam os campos magnéticos da Terra para navegar; e que tempestades solares podem impactar seus sensores direcionais. “Eu senti que poderíamos aprender muito mais sobre esse sentido misterioso observando situações nas quais um animal não consegue navegar corretamente”, afirmou Jesse Granger, pesquisador principal.

A equipe de pesquisa acompanhou a atividade solar nos dias com maior incidência de encalhe de baleias cinzentas entre 1985 e 2018. Eles descobriram que os encalhes eram até 2,3 vezes mais propensos a ocorrer em dias com grande número de manchas solares. As tempestades solares podem interferir na magnetosfera da Terra e, segundo os cientistas, podem estar correlacionadas com os encalhes de baleias.

As tempestades solares podem ser apenas uma das causas de encalhe de baleias . Segundo Granger, outras condições naturais e provocadas pelo homem, como sonares ou explosões subaquáticas, também podem contribuir para os animais encalhem. “Essa é apenas uma causa possível de encalhamento entre uma infinidade de outras, como sonar naval de médio alcance ou mudanças nas condições do oceano”, concluiu.

    Veja Também

      Mostrar mais