Bombeiros caminhando com floresta em chamas ao fundo
Chico Ribeiro/Governo do Mato Grosso do Sul
Focos de incêndio costumam menores nesta época do ano por conta do alto índice de chuvas

O número de focos de incêndio registrou alta de 462% na comparação entre os períodos de 1º de janeiro a 31 de outubro de 2018 e 2019, mostram dados do Intituto de Pesquisa Nacional (Inpe). Se forem comparados os meses de outubro dos dois anos o aumento é de 1925%, passando de 120 em 2018 para 2430 em 2019.

Os pontos mais críticos estão nos municípios de Aquidauana, Miranda e Corumbá (MS), sendo que este último é o recordista em focos de incêndio no país neste ano. Segundo o Inpe, são 5 mil.

Nessas três localidades, foi reforçado o efetivo de brigadistas e das equipes do Prevfogo (Ibama). Aeronaves também têm sido utilizadas para o combate às chamas. Além disso, será solicitado apoio ao governo do Distrito Federal.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários