Tamanho do texto

Responsáveis pelo parque nacional disseram que pretendem investigar caso

Elefantes arrow-options
Thailand Department of National Parks, Wildlife and Plant Conservation
Segundo informações, adultos teriam entrado na cachoeira para tentar resgatar um filhote

Nesta terça-feira (8), um episódio que já era considerado uma tragédia ambiental na Tailândia ficou ainda pior: um grupo de 11 elefantes morreu afogado no Parque Nacional Khao Yai enquanto tentava resgatar um filhote que havia caído em uma cachoeira.

Leia também: Ataque diante de sinagoga na Alemanha deixa pelo menos dois mortos

Segundo informações do jornal norte-americano The Washington Post, as autoridades tailandesas haviam confirmado inicialmente que cinco elefantes morreram afogados na tentativa de resgate. Porém, durante as investigações, o número subiu para 11.

De acordo com a publicação, um drone enviado ao local conseguiu localizar os corpos dos outros animais na manhã desta terça, na região da cachoeira Haew Narok, conhecida como ' Caminho para o Inferno ', a maior do parque nacional .

Outros dois animais foram resgatados com vida e estão sendo cuidados pelos veterinários do parque.

De acordo com a mídia local, este o episódio com o maior número de mortes envolvendo os animais do parque. Em 1992, o 'Caminho para o Inferno' causou a morte de oito elefantes, em uma situação bastante parecida com a ocorrida nesta semana.

Leia também: Idosa é "atropelada" por homem e quebra braço em anúncio de promoção no mercado

Localizado a cerca de 137 km de Bangkok, capital da Tailândia, o Khao Yai é o terceiro maior parque do país e um local de refúgio para muitos elefantes .