Tamanho do texto

Material que será descartado no Oceano é proveniente do acidente nuclear de Fukushima; espaço para armazenamento do material acabará em 2022

Planeta

Nuclear Fukushima arrow-options
TEPCO/Creative Commons
Material que será descartado é proveniente do acidente nuclear de Fukushima.

O Ministério do Meio Ambiente do Japão anunciou que vai ter que despejar água radioativa proveniente do acidente nuclear de Fukushima no oceano Pacífico .

Leia também: Pornhub lança vídeo pornô que abraça a causa ambiental. Confira!

Mais de um milhão de toneladas de água radioativa está acumulado na usina desde que um tsunami a atingiu, em março de 2011, causando o derretimento de três reatores nucleares.

Segundo reportagem do jornal “The Guardian”, a Tokyo Electric Power (Tepco), que administra Fukushima , vem coletando toneladas de água que ficam contaminadas quando usadas para prevenir que outros três reatores nucleares da usina derretam também. A empresa afirmou que, até 2022, ficará sem espaço para armazenar a água contaminada.

A empresa tentou remover a maior parte do material radioativo da água , mas não há tecnologia para remover o trítio, um isótopo radioativo do hidrogênio. As usinas nucleares que ficam em costas costumam despejar água contaminada com trítio no oceano. O trítio ocorre na natureza em quantidades ínfimas.