Tamanho do texto

Movimento é intenso, mas pesquisadores não sabem definir se os recifes subtropicais abrigarão a mesma diversidade que hoje vemos nos tropicais

Planeta

Corais arrow-options
Wikimedia
Número de corais jovens em recifes tropicais caiu 85% nos últimos 40 anos, mas cresceu em recifes subtropicais

Um estudo internacional divulgado no periódico Marine Ecology Progress Series  e abordado na revista Cosmos  evidencia que a principal resposta dos corais ao aumento da temperatura nos mares e oceanos é a mudança para regiões menos quentes.

Leia também: Cientistas encontram novas evidências de modificação craniana intencional

Pesquisadores de 17 instituições sediadas em seis países relatam no artigo que o número de corais jovens em recifes tropicais caiu 85% nos últimos 40 anos, mas cresceu em recifes subtropicais.

“A mudança climática parece estar redistribuindo recifes de corais, da mesma forma que está mudando muitas outras espécies marinhas”, diz a americana Nichole Price, do Laboratório Bigelow de Ciências do Oceano, principal autora do estudo.

Leia também: Câmeras flagram tubarão sendo engolido vivo por peixe gigante; assista

Segundo ela, impressiona a intensidade da tendência observada, mas ainda não se sabe se os novos recifes podem abrigar a enorme diversidade existente em sistemas tropicais.

Para preparar o trabalho, Price e seus colegas compilaram um banco de dados global de estudos cujos primeiros registros foram colhidos em 1974. Eles esperam que outros cientistas adicionem novas informações ao banco, ampliando sua abrangência para fins de pesquisa.

Leia também: É você, Patrick? 'Forma incomum' de estrela-do-mar viraliza na web e gera memes