Tamanho do texto

Subfamília 'Xenomorph' foi encontrada na Austrália e é uma das três espécies parasitoides que matam hospedeiros para completar o ciclo de vida

Pesquisadores da Universidade de Adelaide encontraram subfamília de 'vespa alienígena' no País de Gales e na Austrália
Reprodução/Erinn Fagan-Jeffries/Universidade de Adelaide
Pesquisadores da Universidade de Adelaide encontraram subfamília de 'vespa alienígena' no País de Gales e na Austrália

Pesquisadores australianos descobriram uma nova espécie de vespa capaz de depositar ovos e fazer com que suas larvas comam outros animais ainda vivos de dentro para fora. De acordo com os estudiosos da Escola de Ciências Biológicas da Universidade de Adelaide, a espécie Xenomorph , apelidada de ‘vespa alienígena’ devido à saga de filmes norte-americana "Alien", é uma das três espécies de vespas parasitoides que matam hospedeiros para completarem o ciclo de vida.

Leia também: Ratos de laboratório ficam violentos com anticorpos de criminosos, diz estudo

Com características físicas também semelhantes aos aliens dos filmes, a ‘ vespa alienígena ’  negra e brilhante, do grupo xenomorfo Dolichogenidea , não apresenta perigo aos humanos por conta de seu tamanho, apesar de ser uma predadora perigosa para os insetos.

"O xenomorfo Dolichogenidea atua como um parasita em lagartas de uma forma semelhante à que faz a criatura alienígena fictícia em seu hospedeiro humano. Porém, diferente da saga, ela não é perigosa para as pessoas por ser minúscula”, afirmou o pesquisador Erinn Fagan-Jeffries ao Daily Mail .

‘Vespa alienígena’ ajuda no controle de pragas

Na natureza, essas vespas são importantes para a regulação da população de hospedeiros de insetos, além de serem muito requisitadas para controlar pragas em plantações agrícolas.

Leia também: 'Momento relaxante', diz mulher flagrada em caiaque cercado de tubarões brancos

Fagan-Jeffries explicou que, embora o novo grupo de vespas tenha sido localizado no País de Gales, geralmente a espécie é mais encontrada no sul da Austrália. Ele também ressaltou que todas as vespas encontradas e estudadas por ele e outros pesquisadores possuem uma estrutura parecida com uma agulha chamada ovipositor, usada pelas fêmeas para injetar ovos em hospedeiros. 

"O hospedeiro desta espécie é uma lagarta de mariposa que se alimenta de folhas de eucalipto. Até o momento, coletamos mais de 500 vespas de uma subfamília específica de toda a Austrália e identificamos mais de 200 espécies diferentes. Só na Austrália Ocidental existem mais de 100 espécies”.

Andrew Austin, do Centro Australiano de Biologia Evolutiva e Biodiversidade, acrescentou que, fora os grupos mencionados por Fagan-Jeffries, foram encontrados outros tipos de vespas ainda não definidos nas análises.

Leia também: Urso 'mítico' considerado extinto há 60 anos é encontrado por turistas na Rússia

“É importante documentar nossa biodiversidade para que possamos tomar decisões eficazes para a preservação da espécie ‘ vespa alienígena ’, que é de extrema importância para o meio ambiente, já que é uma agente potencial de controle biológico. Continuaremos com as análises para que mais informações sejam levantadas sobre essa subfamília”, concluiu Austin.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.