Tamanho do texto

Claude Kleynhans, de 54 anos, era dono de um safári de caça na África do Sul e estava com um grupo de clientes quando atirou no búfalo e acabou morto

O perfil do Facebook do caçador, de 54 anos, recebeu mensagens com ataques pessoais após sua morte na África do Sul
Reprodução/The Sun
O perfil do Facebook do caçador, de 54 anos, recebeu mensagens com ataques pessoais após sua morte na África do Sul


O caçador Claude Kleynhans, de 54 anos, foi morto por um búfalo selvagem após atirar em outro animal da manada. Segundo informações do portal britânico The Sun , o caso aconteceu nessa terça-feira (29) na província de Limpopo, na África do Sul, enquanto o homem levava a carcaça do mamífero para seu veículo.

Leia também: Carcaça apelidada de 'alien dinossauro' aparece em praia e gera curiosidade

Dono de um safári de caça nas proximidades da cidade de Tzaneen, Klaynhans estava em um passeio com alguns clientes quando decidiu caçar um dos animais e acabou atacado pelo búfalo , que atingiu sua artéria femoral e fez com que ele morresse na hora.

Ele era policial aposentado e pai de três crianças, também apontado como um “cristão apaixonado” e “um dos caçadores mais éticos do país” pela imprensa local, que destacou sua atuação na caça para a conservação das espécies e também para usar os animais como troféus.

A veiculação de sua morte fez com que dezenas de pessoas entrassem em sua página no Facebook e postassem mensagens com opiniões sobre a fatalidade. “Eu amo quando caçadores são mortos pelos animais, isso me deixa extremamente feliz!”, escreveu Pamela Tomaro D’Angio, por exemplo.

“Espero que você não descanse em paz [...]. Você matou diversos animais e agora é a sua vez, covarde inútil. Apodreça no inferno”, outro internauta publicou, com ideias semelhantes às de Matt Skee, que disse: “eu espero que sua família perdedora leia isso… Claude merece tudo o que ele teve”.

Leia também: Mais de 120 baleias grávidas foram mortas para "pesquisas científicas" no Japão

Por que o búfalo atacou o caçador?

Segundo o The Sun , os búfalos africanos fazem parte do grupo dos “Cinco Grandes”, junto dos leões, leopardos, rinocerontes e elefantes. Eles não correm risco de extinção e habitam várias regiões do sul e do leste do continente, sendo considerados presas muito perigosas para caçadores .

Isso porque eles ficam extremamente agressivos e vingativos quando percebem que podem estar em perigo, e quando um membro da manada é atacado por um predador – que pode ser um leão ou um ser humano – seus companheiros revidam como forma de defesa.

Leia também: Hipopótamos salvam gnu de ataque surpresa de crocodilo em imagens surpreendentes

O búfalo selvagem é o responsável pela maioria das mortes de caçadores na África do Sul, e assim como aconteceu com Klaynhans, eles montam emboscadas para chegar até suas vítimas.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.