Tamanho do texto

Vídeo em que a fumaça amarela de pólen se desprendeu da árvore foi registrado por Jennifer Henderson e assistido mais de 4 milhões de vezes

William Henderson estava cortando uma árvore quando foi surpreendido por uma  nuvem de pólen que saiu das folhas
Reprodução/Facebook
William Henderson estava cortando uma árvore quando foi surpreendido por uma nuvem de pólen que saiu das folhas

Já imaginou cortar uma árvore e se deparar com uma 'surpresinha' bem acima de sua cabeça? Foi isso o que aconteceu com William Henderson, de Nova Jersey, nos Estados Unidos, que estava pronto para cortar uma árvore com o auxílio de um trator na quarta-feira (9), quando uma nuvem de pólen voou pelos ares devido ao primeiro impacto da máquina no tronco lenhoso.

Leia também: Alienígena ou Monstro do Lago Ness? Peixe aparece em praia e intriga banhistas

O momento em que a fumaça amarela de pólen se desprendeu da árvore foi registrado pela esposa de Henderson, Jennifer, e compartilhado na página do Facebook da mulher, que afirmou ter ficado em choque com o que presenciara.

“Quando o meu marido me disse que pólen não fazia bem, eu deveria ter acreditado em suas palavras. Que loucura!”, escreveu ela na postagem que viralizou na web com menos de um dia de publicação.

Repercussão nas redes sociais e os prós e contras do pólen

Os registros publicados por Jennifer em seu perfil pessoal tem ganhado notoriedade, com cerca de 10 mil reações, 135 mil compartilhamentos e mais de quatro milhões de visualizações em menos de 24 horas.

Leia também: Fenômeno da bioluminescência deixa água do mar brilhante na Califórnia; entenda

Além disso, o vídeo gravado em Millville tem divertido e levantado um debate entre os internautas, que mostraram ter opiniões completamente diferentes sobre o acontecimento presenciado pelo casal.

Nos comentários da gravação, os usuários passaram a discutir o quão nocivo seria para William inalar tamanha quantidade dos minúsculos grãos produzidos pelas flores, principalmente se fosse alérgico ou tivesse algum tipo de problema respiratório.

“Não consegui respirar assistindo a esse vídeo”, “Minha rinite atacou só de olhar”, “Meu Deus, estou espirrando muito com isso”, e “Amazon, por favor, dê máscaras de presente para o William” foram algumas das reações tidas pelos internautas aparentemente alérgicos. Enquanto outros expuseram que “a nuvem era algo lindo de se ver”.

Segundo o Departamento de Serviços de Alergia do Laboratório Leti, a alergia geralmente indica uma sensibilidade do organismo à determinada substância, alimento, partícula e fungos.

Nas pessoas que são vulneráveis ao pólen, ou seja, que possuem polinese, essa irritação pode aparecer não só como uma simples tosse seca ao inalar o grão, como também causar olhos marejados, vermelhidão nas extremidades do nariz, além de coriza.

Leia também: Plantas conseguem "conversar" e trocar informações entre si, sugere novo estudo

Os especialistas do laboratório frisam que, apesar de ser muito difícil evitar o contato com a polinização das flores, manter as vidraças das residências e as janelas dos automóveis fechadas e não entrar em locais com muitas plantas durante a estação polínica pode ajudar as pessoas a diminuírem os incômodos causados pelo pólen

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.