Brighstoneus simmondsi
John Sibbick/ Cortesia Jeremy Lockwood
Brighstoneus simmondsi

Uma nova espécie de  dinossauro foi descoberta na Ilha de Wight, na Inglaterra, após um médico aposentado identificar o nariz "enorme" do animal. Jeremy Lockwood remexia caixas de fósseis quando encontrou o pedaço do dinossauro.

O idoso de 64 anos disse que estava separando coleções do Museu de História Natural de Londres e do Museu da Ilha dos Dinossauros quando fez a descoberta. Ao Sky News , o homem afirmou que o achado se tornou um de seus "dias mais felizes no confinamento" depois de perceber os ossos que estavam armazenados desde 1978.

"Por mais de 100 anos, vimos apenas dois tipos de dinossauros na Ilha de Wight - o Iguanodon bernissartensis, comedor de plantas, e o Mantellisaurus atherfieldensis", disse Lockwood, estudante de meio ambiente, geografia e geociência. "Eu estava convencido de que diferenças sutis entre os ossos revelariam uma nova espécie, então comecei a medir, fotografar e estudar a anatomia de cada osso".

A tarefa foi um sucesso e ele nomeou a espécie de Brighstoneus simmondsi, em homenagem a um vilarejo localizado próximo ao local da escavação, Brighstone. A segunda parte do nome é uma homenagem a um colecionador amador chamado Keith Simmonds, que esteve envolvido na primeira descoberta da espécie.

"Já vi ossos de dinossauros supostamente da mesma espécie, mas fiquei perplexo com o quanto eles parecerem tão diferentes", acrescentou ele. 

Sua descoberta ocorreu apenas três dias depois que os pesquisadores descobriram a primeira espécie de dinossauro que viveu na Groenlândia há 214 milhões de anos. Também foi relatado que duas outras espécies foram descobertas na Ilha de Wight em setembro.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários