Saturnalia tupiniquim, dinossauro que viveu no Brasil há 230 milhões de anos
EPTV/Reprodução
Saturnalia tupiniquim, dinossauro que viveu no Brasil há 230 milhões de anos

Os dinossauros mais antigos do mundo podem ter habitado o Brasil, mais precisamente a a área chamada de Formação de Santa Maria, na região central do estado do Rio Grande do Sul. É o que reconheceu ontem (5) o Guinness World Records.

O Guiness diz que, embora não seja possível dizer com precisão a ideia de fósseis de animais que viveram há milhões de anos, foi constatado que o sítio arqueológico de Santa Maria tem cristais de zircão datados de até 233,2 milhões de anos.

"O local mais antigo conhecido do qual dinossauros foram recuperados até agora é a Formação Santa Maria do Rio Grande do Sul, Brasil, onde os cristais de zircão locais foram radiometricamente datados em até c. 233,2 milhões de anos, situando-os na idade ladiniana do final do período Triássico", diz a publicação.

Os pesquisadores do Projeto Dinorigin, que encontraram os fósseis, aguardavam o reconhecimento do Guiness desde novembro de 2021.

Foram encontrados em Santa Maria indícios de presença do Saturnalia tupiniquim, Nhandumirim waldsangae, Buriolestes schultzi, Pampadromaeus barberenai, Bagualosaurus agudoensis, Gnathovorax cabreirai e Staurikosaurus pricei.

Conhecidos como sauropodomorfos (que mais tarde originariam os saurópodes gigantes, todos eles eram de pequeno porte, bípedes e herbívoros, com exceção do estauricossauro — um herrerasaurídeo comedor de carne —  e os buriolestes, exclusivamente carnívoros entre os sauropodomorfos.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários