Planeta

asteroides
Reprodução/Nasa
Risco de colisão com a Terra é baixo, de acordo com a Nasa

O Centro para Estudos de Objetos Próximos da Terra da Nasa reporta que, até o dia 18 de outubro, pelo menos 12 asteroides passarão perto do nosso planeta.

Leia também: Ministro da Defesa diz que origem de óleo vazado está sendo apurada

Entre os asteroides que vão passar mais próximos a Terra está o 2019 TK5, que se aproximará a uma distância de quase duas vezes e meia a da Lua para a Terra, ou 963.410 quilômetros. Estima-se que ele tenha entre 8,6 metros e 19 metros.

Caso ele tenha o tamanho máximo estimado, 19 metros, seria parecido com o tamanho do meteoro que caiu em Chelyabinsk, na Rússia, em 2013, que tinha 20 metros.

O meteoro explodiu a uma altitude de 29.7 km, produzindo diversos meteoritos fragmentados e uma onda de choque.

A maior parte da energia emitida pelo meteoro foi absorvida pela atmosfera. Essa energia foi estimada em 26 a 33 vezes a da liberada pela bomba atômica detonada em Hiroshima. Mesmo tendo a maior parte de sua energia absorvida, ainda assim a explosão do meteoro deixou 1.500 pessoas feridas e danificou 7.200 edifícios em seis cidades.

No entanto, a chance de algum desses asteroides colidirem com a Terra e causarem um estrago semelhante é muito baixa.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários