Tamanho do texto

Ao lado de Arthur Ashkin e Gérard Mourou, a canadense Donna Strickland venceu a premiação; ela é a terceira mulher a receber o prêmio desde 1903

Vencedores do Nobel de Física são o americano Arthur Ashkin, o francês Gérard Mourou e a canadense Donna Strickland
Divulgação/Nobel
Vencedores do Nobel de Física são o americano Arthur Ashkin, o francês Gérard Mourou e a canadense Donna Strickland

Um trio de pesquisadores ganhou, nesta terça-feira (2), o prêmio Nobel de Física. A premiação que foi anunciada pela Academia Real das Ciências da Suécia, contemplou o americano Arthur Ashkin, o francês Gérard Mourou e a canadense Donna Strickland por suas "invenções no campo da física a laser".

Leia também: Nobel de Medicina vai para americano e japonês por terapia contra o câncer

De acordo com a academia, Arthur Ashkin, de 96 anos, pesquisa a respeito da "pinça óptica e sua aplicação a sistemas biológicos". Por sua vez, os dois outros Nobel de Física , Gérard Mourou e Donna Strickland, desenvolvem estudos sobre "o método de gerar pulsos ópticos ultracurtos de alta intensidade".

A Academia Sueca anunciou que os três dividirão o prêmio de 9 milhões de coroas suecas, equivalente a R$ 4.098.402. A metade do prêmio vai para Ashkin e a outra metade será dividida entre Mourou e Strickland. 

Uma das surpresas da premiação é a valorização do trabalho feminino. Afinal, Donna Strickland é apenas a terceira mulher a vencer o prêmio desde 1903, e a primeira desde 1963.  Ao receber o Nobel , ela mesma ressaltou tal feito.

Leia também: 'Prêmio Nobel' da Matemática é furtado 30 minutos depois de ser entregue no Rio

"Obviamente precisamos celebrar as mulheres, porque elas existem, e espero que esse número aumente com uma velocidade maior. Estou honrada em ser uma dessas mulheres", disse em conferência após o anúncio. Quando fez a descoberta, ela ainda era estudante de doutorado, orientada por Mourou.

O prêmio Nobel de Medicina abriu ontem a rodada de pesquisas vitoriosas nas ciência. O americano James P. Allison e japonês Tasuku Honjo foram os vencedores. Trabalhando em pesquisas separadas, os dois cientistas descobriram um tipo de terapia contra o câncer que faz com que as células de defesa do organismo ataquem os tumores.

Leia também: Mulheres cientistas: saiba quem são as brasileiras que fazem a ciência acontecer

Depois do Nobel de Física , nesta quarta-feira (3) será a vez do anúncio do prêmio Nobel de Química e depois, o da Paz. Por último, será entregue o Nobel de Economia, na próxima semana. O Nobel de Literatura foi suspenso nesse ano e será entregue apenas no ano que vem, por causa de uma polêmica envolvendo a academia e um escândalo de assédio.

* Com informações da Agência Brasil.