Manifestantes a favor do presidente Jair Bolsonaro se reuniram neste domingo (7) na Avenida Paulista , em São Paulo. O ato começou ao meio-dia em frente ao prédio da Fiesp e o encerramento está previsto para as 18h.

Avenida Paulista em dia normal
André Tambucci / Fotos Públicas
A malha cicloviária é formada por ciclovias, ciclorrotas e ciclofaixas. As com piso vermelho são as ciclovias, destinada apenas para ciclistas


Leia também:
Justiça proíbe manifestação na Avenida Paulista neste domingo
Financial Times faz editorial contra Bolsonaro e fala sobre risco à democracia
População derruba estátua de comerciante de escravos na Inglaterra; veja vídeo

A Secretaria de Segurança Pública (SSP) de São Paulo montou um  esquema de segurança para evitar confronto entre grupos opostos, como aconteceu no último domingo (31). Por isso, neste mesmo horário, outro grupo de manifestantes se reúne no Largo da Batata , em Pinheiros,  defendendo a democracia brasileira e condenando o racismo e fascismo.

De acordo com a SSP, pelo menos quatro mil policiais estão nas ruas neste domingo para garantir a segurança dos atos. Além disso, três helicópteros, seis drones, 150 viaturas, quatro veículos guardiões e um veículo lançador de água serão utilizado em caso seja necessário. Mas, por enquanto, as manifestações seguem pacíficas.


    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários