O anestesista Giovanni Quintella Bezerra foi preso em flagrante ainda usando a roupa de médico
Reprodução/TV Globo - 11.07.2022
O anestesista Giovanni Quintella Bezerra foi preso em flagrante ainda usando a roupa de médico

O médico Giovanni Quintella Bezerra foi preso e autuado em flagrante, na madrugada desta segunda-feira, por estupro. O anestesista abusou de uma paciente enquanto ela estava dopada e passava por um parto cesárea no Hospital da Mulher em Vilar dos Teles, São João Meriti, município na Baixada Fluminense.

Giovanni Quintella Bezerra
Reprodução

Giovanni Quintella Bezerra

A investigação começou após funcionários da unidade de saúde desconfiarem da conduta do médico e o filmarem colocando o pênis na boca de uma paciente quando ele participava do parto dela. A gravação foi entregue a investigadores da Delegacia de Atendimento à Mulher de São João de Meriti.

A defesa do médico não foi encontrada para comentar o caso.

Por meio de nota, a Fundação Saúde do Estado do Rio de Janeiro e a Secretaria de Estado de Saúde afirmam repudiar "veementemente a conduta do médico anestesista" e "estão à disposição da polícia, colaborando com a investigação". Os órgãos ainda informam "que será aberta uma sindicância interna para tomar as medidas administrativas, além de notificação ao Cremerj. A equipe do Hospital da Mulher está prestando todo apoio à vítima e à sua família". O texto ainda destaca que o caso, "além de merecer nosso repúdio, constitui-se em crime, que deve ser punido de acordo com a legislação em vigor".

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo. Siga também o  perfil geral do Portal iG.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários