Sérgio Cabral, ex-governador do Rio, quando foi preso pela Lava-Jato
Theo Marques/Agência O Globo - 02.05.2022
Sérgio Cabral, ex-governador do Rio, quando foi preso pela Lava-Jato


Entre as irregularidades encontradas em uma vistoria no Batalhão Especial Prisional, o BEP, está uma lista de um banquete. As anotações foram achadas em um caderno foi encontrado numa área comum onde estavam o ex-governador  Sérgio Cabral e o tenente-coronel Claúdio Luiz de Oliveira, condenado pela morte da juiza Patrícia Acioli. 

Em ao menos nove páginas de anotações, há detalhes das encomendas, a última feita no último dia 27 de abril. O juiz-corregedor da Vara de Execuções Penais, Bruno Rulière, determinou a transferência de sete detentos custodiados no BEP depois que foram constatadas irregularidades graves. 

Uma sacola com celulares e grande quantia de dinheiro em espécie foi encontrada perto de Cabral, do tenente-coronel Claúdio Luiz de Oliveira e o tenente Daniel Benitez, condenados pela morte da juíza Patrícia Acioli.

O caderno apreendido possui anotações esmiuçadas de um banquete de comida árabe ao custo de R$ 1.418. Com 10 unidades de kafta de cordeiro (R$ 158), 60 esfihas dispostas por tamanho e sabores (R$ 300) e nove quilos de acompanhamentos, a conta poderia ser ainda maior já que também foi anotada uma porção de 100 mini quibes (R$ 90) que foi riscada da lista.

A "lista para encomendar" 27/04/22
- Falafel - dois quilos (R$ 76)
- Hummus - dois quilos (R$ 70)
- Babaganoush - dois quilos (R$ 70)
- Coalhada - um quilo (R$ 87)
- Kebab - 20 porções de 100 gramas (R$ 240)
- Folha de uva - cinco porções de cinco unidades (R$ 105)
- Esfihas - 60 unidades, disposta por tamanho e sabores, em razão da nossa demanda de saída (R$ 300)
- Kafta de cordeiro (R$ 158)
- Frango com laranja - cinco unidades (R$ 65)
- Letinha cozida - dois quilos (R$ 62)
- Cordeiro com grão de bico - cinco porções (R$ 115)
- Cordeiro para sanduíche - cinco porções (R$ 70)
Total:  R$ 1.418

Lista mostra pedido para banquete de comida árabe
Reprodução
Lista mostra pedido para banquete de comida árabe


Leia Também

O nível de detalhamento do pedido chama a atenção. Em uma das páginas do caderno há o valor unitário ou de 100 gramas das porções. As esfihas saem por R$ 5, o falafel por R$ 0,90 e o valor unitário do cordeiro para sanduíche custou R$ 12.

Entrega por aplicativo e toalhas bordadas
No livro caixa encontrado, também há anotações para pagamentos em dinheiro, CPF, débito e por aplicativo. Em três dias (de sexta a domingo) há anotações de R$ 4.786,18, sendo R$ 1.286,52 para entrega por aplicativo.

Em uma inspeção na unidade prisional da Polícia Militar, de acordo com imagens divulgadas pelo "Fantástico", da TV Globo, agentes encontraram uma sacola com R$ 4 mil em espécie, cigarros de maconha e até notas fiscais de um banquete de comida árabe (com esfihas, kafta e lentilha no cardápio) no valor de R$ 1,5 mil. 


Os alimentos foram pedidos por meio de um aplicativo de comida. A fiscalização foi feita de surpresa pelo juiz titular da Vara de Execuções Penais (VEP), Marcello Rubioli, que contou com o apoio da Corregedoria da Polícia Militar e do Ministério Público do Rio (MPRJ).

Na cela do ex-governador, havia ainda toalhas bordadas com o nome de Sérgio Cabral, talheres de inox e prateleira com fundo falso justamente para esconder celulares. 

Além de Cabral, o tenente-coronel Cláudio, o tenente Benitez e o soldado Cleiton, serão transferidos: o vereador Mauro Rogério Nascimento de Jesus, o Maurinho do paiol, que é PM inativo;  os capitães Marcelo Baptista Ferreira e Marcelo Queiroz dos Anjos.  

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários