Barragem da mineradora Vale se rompeu em Brumadinho (MG)
Reprodução
Barragem da mineradora Vale se rompeu em Brumadinho (MG)

O presidente Jair Bolsonaro assinou na noite de sexta-feira (25) um decreto o qual viabiliza a criação de um conselho e um Comitê que deve a avaliar os impactos causados pelo rompimento da barragem em Brumadinho, Minas Gerais

Publicado em uma edição extra do Diário Oficial da União, o texto prevê que o ministro da Casa Civil, Onix Lorenzoni, que vai comandar a operação. Ministérios da Defesa, Meio Ambiente, Minas e Energia, Direitos Humanos, Saúde, GSI e AGU darão o suporte necessário ao grupo que irá gerenciar a crise em Brumadinho . "O Comitê deve acompanhar as ações de socorro, de assistência, de reestabelecimento de serviços essenciais afetados, de recuperação de ecossistemas e de reconstrução decorrentes do desastre", diz o texto.

Integrantes do Conselho e do Comitê devem se reunir semanalmente e às 7h da manhã deste sábado, o grupo de gerenciamento de crise deve se reunir para discutir quais serão as primeiras medidas a serem adotadas em Brumadinho



    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários