.
Reprodução
Romano dos Anjos, apresentador da TV Imperial, foi achado nesta terça-feira após ser sequestrado na noite de segunda


Sequestrado na segunda-feira (26) à noite em casa, o jornalista Romano dos Anjos, que apresenta o programa "Mete Bronca" na TV Imperial, afiliada da Record em Roraima, foi encontrado vivo na manhã desta terça-feira (27), na zona rural de Boa Vista. A informação foi divulgada pelo Secretário de Segurança Pública , Edison Prola.


De acordo com a polícia, Romano estava com pés e mãos amarrados, os olhos vendados e ferimentos nos braços. Ele foi encaminhado para o pronto socorro do Hospital Geral de Roraima numa ambulância do Corpo dos Bombeiros.

"Ele foi achado por um funcionário da Roraima Energia que estava fazendo uma medição em uma área rural, na segunda ponte do Bom Intento. Ele foi achado com os braço e pernas amarrados. Estava machucado, consciente , mas um pouco abalado", disse o coronel e subcomandante da PM Miramilton de Souza, ao G1.

No fim da noite de segunda-feira, a polícia havia encontrado o carro do apresentador em chamas na beira da BR-174, sem nenhum corpo presente. Na manhã desta terça-feira, o celular de Romano foi achado num bairro da Zona Oeste com todas as informações apagadas.

Romano estava jantando em casa com a mulher, a também apresentadora Nattacha Vasconcelos, quando os suspeitos invadiram o local . Eles foram abordados com armas e amarrados. Nattacha foi mantida na casa e o apresentador foi levado no seu próprio carro, que depois viria a ser abandonado pelos sequestradores.

Ainda na segunda-feira, a secretaria de Segurança Pública informou que, depois do sequestro, acionou o serviço de inteligência para apurar o caso .

O apresentador vinha denunciando casos de corrupção envolvendo políticos locais e desvio de recursos federais para o combate ao coronavírus.

Logo após a notícia do sequestro , a Federação Nacional dos Jornalistas (FENAJ) e o Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Estado de Roraima (Sinjoper) divulgaram nota condenando a violência contra jornalistas.

"É preciso que toda a sociedade diga não à violência contra jornalistas, que é sempre um atentado à liberdade de imprensa e ao direito cidadão à informação".





    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários