Presidente Jair Bolsonaro
Wilson Dias/Agência Brasil - 20/06/2022
Presidente Jair Bolsonaro

Bolsonaro foi ao Espírito Santo neste sábado (23) às vésperas da convenção do PL que oficializará sua candidatura à Presidência para participar de uma motociata durante a Marcha para Jesus que ocorre na cidade. Em discurso a evangélicos, prometeu, caso reeleito, não indicar um ministro "abortista" para as duas vagas que serão abertas no Supremo Tribunal Federal em 2023.

A avaliação do presidente é de que a questão do aborto precisa ser decidida pelo parlamento, mas ponderou que uma decisão da Suprema Corte colombiana flexibilizou as restrições para o procedimento. Sobre o comportamento de ministros do STF, especulou que metade seria favorável ao aborto, mas que não há “clima” para tratar do assunto.

"Quem por ventura chegar a presidência ano que vem colocará em 2023 mais dois ministros no Supremo Tribunal Federal. Se for eu, pode ter certeza: nenhum abortista, da minha parte, será colocado dentro do Supremo Tribunal Federal. Isso está muito claro para mim."

O presidente também declarou a evangélicos que se depender de "sua caneta", não haverá legalização de uso de drogas, como a maconha, no país. Durante a motociata, ele ultrapassou um semáforo vermelho sem capacete.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários