Membros do MST protestaram contra a fome em shopping de luxo de São Paulo
Divulgação/MTST
Membros do MST protestaram contra a fome em shopping de luxo de São Paulo


O MTST (Movimento dos Trabalhadores Sem-Teto), realizou, nesta quarta-feira (8), uma manifestação contra a fome na praça de alimentação de um shopping de luxo localizado na Zona Oeste da cidade de São Paulo. 

O motivo do protesto foi uma pesquisa divulgada pela pela Rede Brasileira de Pesquisa em Soberania e Segurança Alimentar e Nutricional (Rede Penssan), que revelou que cerca de  33 milhões de brasileiros passam fome atualmente no país.

Em suas redes sociais, o MTST afirmou que o shopping Iguatemi é um dos símbolos da desigualdade social em São Paulo, e que a ocupação foi uma forma de denunciar a fome que se alastra no país.

"É pela garantia de nossa existência! Basta de mais da metade da população deste país viver em insegurança alimentar! O Brasil é muito mais do que o projeto de ódio e destruição deste governo!", publicou o movimento na sua conta oficial do Twitter.

O 2º Inquérito Nacional sobre Insegurança Alimentar no Contexto da Pandemia da Covid-19 no Brasil apontou que, em um período de aproximadamente um ano, mais de 14 milhões de pessoas passaram a viver na condição de não ter o que comer todos os dias.

A pesquisa da Rede Penssan também revela que mais da metade (58,7%) dos brasileiros convive hoje com algum grau de insegurança alimentar. A situação leva o país para o mesmo patamar da década de 1990, um retrocesso de 30 anos.


Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo.  Siga também o  perfil geral do Portal iG.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários