Caso foi registrado na delegacia de Boituva
Reprodução/Google Street View 2.6.2022
Caso foi registrado na delegacia de Boituva

A delegacia de Boituva (SP) prendeu um homem de 47 anos após ele se sujar com o próprio sangue e forjar seu sequestro. A motivação? Comover a esposa, que pediu o divórcio. Ele vai responder por “comunicação falsa de crime”.

O caso aconteceu em Boituva, no interior de São Paulo, na manhã da última segunda-feira (30/5). Ele saiu de casa no domingo e a esposa recebeu mensagens de WhatsApp no dia seguinte. Na conversa, uma pessoa dizia que ia matar o homem.

Sujo de sangue


Aterrorizada pelas mensagens, mulher foi até a delegacia dizendo que o marido foi sequestrado. A Polícia Civil passou a investigar o caso. O homem foi encontrado no acostamento de uma estrada com as roupas sujas de muito sangue e se queixando de dores. Ele relatou que tinha passado a noite amarrado em uma árvore, mas teria conseguido fugir.

Mais tarde os policiais foram no local do possível sequestro e encontraram uma sacola com agulhas e seringas, além de papéis com anotações do crime. O homem acabou confessando que tirou o próprio sangue e sujou suas roupas para impedir a separação. Ele não teve ferimentos.

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo.  Siga também o  perfil geral do Portal iG.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários