Moradores observam a água que escorre da tubulação na Rua Francisco Duprat Coelho, no Taquaral, em época de campanha contra o desperdício
Daniela Nucci/ AAN
Moradores observam a água que escorre da tubulação na Rua Francisco Duprat Coelho, no Taquaral, em época de campanha contra o desperdício

No Brasil, estima-se que 35 milhões de pessoas não tenham acesso à água potável em suas casas, nem se quer para lavar as mãos. O dado assustador, ficou pior após a divulgação dos resultados de uma pesquisa do Instituto Trata Brasil publicada nesta quarta-feira (1) 

O estudo revelou que 40,1% da água tratada nos reservatórios nacionais se perde pelo caminho e não chega à torneira dos brasileiros. Aproximadamente 60% desse volume 'desaparece' com vazamentos, causando perdas que poderiam ser consumidas por 66 milhões de brasileiros , quase o dobro da população que justamente sofre com a falta de acesso à água potável.

Os outros 40%  do volume perdido estão relacionados ao faturamento das operadoras, ou seja, perdas que ocorrem por furtos ou subtração de hidrômetros.

Outro indicador avaliado é sobre a água produzida e não faturada pelas empresas. A amostra feita em  100 municípios brasileiros  mostra que  40% (39 cidades)  apresentam perdas de  45% .

"Portanto, há um grande potencial de redução de perdas de água nesses
municípios e, consequentemente, de aumento da disponibilidade hídrica para os usuários e de ganhos financeiros para os operadores", diz o estudo. 

Acesse o arquivo completo:  Relatório

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo.  Siga também o  perfil geral do Portal iG.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários