Monark foi demitido do Flow Podcast
Reproducao: Youtube
Monark foi demitido do Flow Podcast

O youtuber Monark, que foi demitido do Flow Podcast após defender a criação de um partido nazista no Brasil , disse que aceita o convite para conhecer o Museu do Holocausto, em Curitiba, no Paraná. A resposta do paulistano de 31 anos, no entanto, gerou controvérsia nas redes sociais. "Claro, seria um prazer", tuitou Monark, ao ressaltar que deseja ir ao local.

"Prazer? Parece que é de propósito", rebateu um seguidor, diante da resposta do youtuber. Outro internauta publicou fotos, em museus, de parte da documentação histórica que expõe o horror vivido por judeus durante o Holocausto: "Te joga na real, vai ler, estudar e depois pede desculpas", escreveu. "Prazer não é a ideia da visita", revoltou-se outra seguidora.

Mudança de tom

Na noite da última quinta-feira (10), Monark voltou a pedir desculpas pela declaração que é alvo de investigação do Ministério Público de São Paulo e da Polícia Civil por apologia ao nazismo . Após afirmar que está sofrendo um "linchamento desumano" — e ser criticado por minimizar a gravidade de seu discurso —, o influenciador mudou o tom de seus posts no Twitter.

"Entendo que eu machuquei muitas pessoas com meu comentário insensível, peço perdão por isso, errei feio, e responderei pelas minhas atitudes. Quero aprender a evitar que a minha falta de empatia machuque novamente tantas pessoas, e sei que preciso", escreveu o youtuber.

Drop here!

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários