Últimas imagens dos meninos de Belford Roxo
Reprodução
Últimas imagens dos meninos de Belford Roxo

Um relatório divulgado pela Polícia Civil do Rio nesta quinta-feira (09), indica que lideranças da facção Comando Vermelho ordenaram a morte dos assassinos dos meninos de Belford Roxo . A razão da queima de arquivo seria a aproximação das autoridades em solucionar o caso. 

O triplo homicídio das crianças ocorreu em dezembro de 2020. De acordo com a polícia, houve uma “ruptura na estrutura do tráfico” do Castelar, a comunidade onde os meninos foram mortos por traficantes.

Segundo a investigação, o traficante Willer Castro da Silva, conhecido como “Estala”, apontado por sua participação direta no homicídio, foi chamado para um encontro na Vila Cruzeiro. Ao chegar no local, ele foi executado.

A facção ainda executou Ana Paula da Rosa Costa, a "Tia Paula", que foi esquartejada e teve o corpo carbonizado. O terceiro alvo do Comando Vermelho foi o traficante José Carlos Prazeres da Silva, conhecido como "piranho".

Ainda segundo o relatório, outros dois traficantes conhecidos como “Guil” e “Farol 9”, também ligados às mortes dos meninos, foram mortos pela facção.

Os agentes da Delegacia de Homicídios da Baixada Fluminense cumpriram 33 mandados de prisão relacionados ao caso dos três meninos de Belford Roxo nesta quinta-feira. A operação visa prender 56 expedidos pela Justiça.  

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários