Flávio Bolsonaro
Reprodução
Flávio Bolsonaro

O Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT) quer saber se o senador Flávio Bolsonaro pagou as parcelas já vencidas do empréstimo que fez para a compra de uma mansão de R$ 6 milhões no Lago Sul, na Capital Federal.

Para isso, cobrou informações oficiais do Banco de Brasília.

Do valor total do imóvel, R$ 3,1 milhões foram financiados pelo instituição financeira citada. O pagamento do financiamento foi acordado em 360 parcelas, a uma taxa de juros de balcão efetivos de 4,85% ao ano e taxa de juros efetivos reduzida de 3,71% ao ano. As parcelas seriam, em média, de R$ 20 mil.

Em sua manifestação, o MPDFT deferiu um pedido da deputada federal Erika Kokay (PT-DF) em ação popular na qual aponta supostas irregularidades no contrato do filho do presidente Jair Bolsonaro com o Banco.

Leia Também

O documento é assinada pelo promotor de Justiça Eduardo Gazzinelli Veloso. “Na oportunidade, a pretensão da autora popular de submeter ao presente feito informação oficial sobre a adimplência do contrato aparenta relação com a inicial, razão pela qual oficiamos por seu deferimento, com limitação da demanda ao BRB de simples declaração de quitação (ou não) das parcelas já vencidas”, apontou.

A mansão fica no Setor de Mansões Dom Bosco, um dos mais valorizados de Brasília. O imóvel tem área total de 2,4 mil metros quadrados. A escritura de compra foi registrada em um cartório em Brazlândia, cidade a 45 quilômetros da capital. 

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários