Prédio da Procuradoria-Geral da República
Reprodução
Prédio da Procuradoria-Geral da República

A Procuradoria-Geral da República (PGR) informou que recebeu apenas nesta terça-feira (09/11), a documentação produzida pela CPI da Covid em sua investigação parlamentar, por isso agora começará a análise do material para definir quais medidas tomará a partir do relatório final da CPI.

A PGR tem sido pressionada para dar prosseguimento às investigações e apresentar denúncias contra as autoridades com foro privilegiado alvos de indiciamento, como o presidente Jair Bolsonaro. O procurador-geral da República Augusto Aras formou uma equipe de procuradores e promotores para analisar o material, mas aguardava a chegada de toda a documentação.

Leia Também

Leia Também

Senadores da CPI haviam feito a entrega simbólica do relatório final ao procurador-geral da República Augusto Aras no último dia 27, logo após a aprovação do relatório na comissão. Mas houve dificuldades operacionais para entrega da íntegra da documentação produzida pela CPI, que inclui as quebras de sigilo dos alvos, registros dos depoimentos e outros documentos obtidos ao longo do caso.

Após uma tentativa malsucedida de transferência desse material por meio de um link para acessar a documentação do Senado, funcionários da PGR tiveram que receber HDs contendo a documentação. O material totaliza 4 terabytes de dados.

"Dessa análise, decorrerão eventuais pedidos de diligências e demais providências cabíveis em relação a todos os fatos apontados e indiciamentos sugeridos pelos parlamentares", diz em nota.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários