Médicos são acusados pela morte de bebê de 8 meses em Santa Catarina
Reprodução
Médicos são acusados pela morte de bebê de 8 meses em Santa Catarina

Três médicos da unidade hospitalar de Rio Negrinho foram indiciados por homicídio culposo após a morte de um bebê de 8 meses. O caso ocorreu no início deste ano. O inquérito policial foi instaurado em fevereiro e concluído na segunda-feira (8/11).

Conforme a Polícia Civil, ao apresentar febre, vômito, diarreia e desidratação, a criança foi levada ao hospital do município em três ocasiões diferentes e, na última vez, por causa da gravidade da situação, foi encaminhada à UTI em Joinville.

Nas investigações, a polícia escutou diversos profissionais da unidade, testemunhas e os pais da criança. Ainda foram coletados documentos e prontuários médicos, além de um laudo do Instituto Geral de Perícias (IGP), que apontou incapacidade técnica dos profissionais no atendimento, falta de solicitação de exames ou avaliação, além de transporte incompatível diante da gravidade do quadro clínico (falta de UTI móvel com acompanhamento médico).

De acordo com o perito, “o atendimento prestado foi omisso, caracterizado pela inércia, passividade e descaso em face da gravidade da situação”. O inquérito policial foi encaminhado à Justiça, além de cópia à direção da unidade e ao Conselho Regional de Medicina .

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários