Jogador do Flamengo deve mais de 3 milhões em pensão para o filho
TV Record/divulgação
Jogador do Flamengo deve mais de 3 milhões em pensão para o filho

Psicóloga e voluntários organizaram uma rifa para a arrecadação de 3 mil reais na intenção de ajudar nos custos dos estudos de Bruninho, o filho de Eliza Samudio e do goleiro Bruno, condenado pela morte da modelo em 2010. O menino, que nunca recebeu pensão do pai, está recebendo a ajuda para pagar a matrícula e os materiais escolares. Segundo informações do portal Lance, o jogador de futebol deve mais de 3 milhões de reais em pensão para o filho.

A psicóloga e analista comportamental Renata Gouvea, de 44 anos, é quem está organizando a rifa. Em entrevista ao G1, ela disse que a ajuda é um reconhecimento pelo comportamento do menino, mesmo diante a tudo o que está passando. "Conheço a luta dela, dele, sei o quanto é um menino esforçado e temos amigos que, esporadicamente, ajudam nestas questões sociais. Mesmo o Bruninho tendo bolsa na escola, as despesas da avó neste ano passaram de R$ 3 mil, porque tem a matrícula, lanche e as apostilas, além de outros gastos, então, eu comprei algumas coisas com o tema natalino, além de uma caneca personalizada e uma agenda de 2022 e estou organizando a rifa", comentou.

Tanto a psicóloga quanto a avó do menino, Sônia Moura, lamentam a demora no andamento do processo de pensão alimentícia. "É indignante, porque a Justiça, até o presente momento, desde que a minha filha foi assassinada, tem sido negligente. É um sentimento de indignação, não só com ele [pai], mas, com própria Justiça. Ele tem moradia fixa e o oficial não consegue noticiá-lo. Cadê o MP [Ministério Público] para averiguar o motivo de estar acontecendo isso?", lamentou.


Em agosto deste ano, o policial aposentado José Lauriano de Assis Filho, o Zezé, foi o último dos condenados pelo crime.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários