Allan dos Santos
Reprodução/iG Minas Gerais
Allan dos Santos

Allan dos Santos, um dos elaboradores do site Terça Livre, teve mais uma conta do Twitter suspensa. O perfil @allannoexilio, que somava quase 450 mil seguidores, estava no ar desde 2018 e amanheceu proibido na manhã desta sexta-feira (5/11).

Em resposta ao Metrópoles, o Twitter afirmou que a suspensão se deu porque o perfil violava as regras da plataforma.

No dia 5 de outubro, o Supremo Tribunal Federal (STF) expediu uma ordem de prisão do blogueiro, a pedido da Polícia Federal, mesmo com o posicionamento contrário da Procuradoria-Geral da República. Allan mora nos Estados Unidos há mais de um ano, com o objetivo de ficar isolado das investigações contra ele.

Um dos responsáveis pelo site Terça Livre, que encerrou suas atividades em meio ao cerco judicial, Santos usa Telegram e um site que abriu nos EUA para fazer provocações e críticas ao ministro do STF Alexandre de Moraes, responsável pelo inquérito de atos contra a democracia. Na noite da última terça-feira (2/11), por exemplo, o ativista chamou o magistrado de “tirano, censor e psicopata”.

Na quarta-feira (3/11), os advogados de Allan dos Santos entraram com pedido de habeas corpus na Suprema Corte contra a ordem de prisão, alegando que ele exerce a função de jornalista e faz um histórico da atuação do site Terça Livre. Ainda foi alegado que, devido ao encerramento das atividades do site, "mais de 50 colaboradores" perderam o emprego.

Leia Também


Santos compartilhou o documento – que ainda não está disponível no sistema da Corte – em um canal do Telegram, rede na qual não teve a comunicação banida pela Justiça.


Drop here!

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários