Mobilidade urbana na cidade de São Paulo
Reprodução
Mobilidade urbana na cidade de São Paulo

Prefeitura de São Paulo e o Governo do Estado firmaram parceria para aprimorar a infraestrutura do transporte público na capital. Nesta sexta-feira (5), a gestão apresenta o Plano de Mobilidade Urbana da Cidade de São Paulo que prevê  27 obras e representa investimento de mais de R$ 5,5 bilhões. Os trabalhos serão executados em parceria entre as secretarias municipais de Infraestrutura Urbana e Obras (SIURB), por meio da SPObras, e Transporte e Mobilidade Urbana, através da SPtrans.

A primeira fase do plano prevê a construção dos corredores BRT Radial Leste I e II, BRT Aricanduva e Chucri Zaidan, requalificação de quatro corredores de ônibus, além da implantação do novo Terminal Itaquera. Somente nessas intervenções serão aplicados R$ 1,4 bilhão, quantia que será dividida igualmente entre os governos municipal e estadual.

O programa prevê a implantação de 11 novos corredores de ônibus, o que representa mais de 90 km de corredores,  30 km de requalificação de faixas exclusivas  de ônibus, além da construção de quatro novos terminais, seis estruturas viárias, além do prolongamento da Avenida Auro Soares de Moura Andrade. As novas intervenções irão beneficiar mais de 3 milhões de paulistanos em todas as regiões da cidade.

BRT Radial Leste - As tratativas para retomada das obras do BRT Radial Leste, que terá início no Centro da cidade, já foram iniciadas. Atualmente, estão sendo consolidadas as novas diretrizes do corredor para posterior licitação dos projetos. O BRT Radial Leste beneficiará mais de 185 mil pessoas por dia.

Leia Também

Para a Zona Leste, também estão em andamento os estudos para a contratação do dos trechos II e III do BRT Radial Leste, além do desenvolvimento dos projetos necessários para a implantação do corredor BRT Aricanduva. Dentro do programa, está em planejamento a construção dos corredores Itaquera I e II, Perimetral Itaim Paulista e corredor Celso Garcia, além da requalificação do corredor Amador Bueno da Veiga. Visando a redução do tempo de viagem e a facilitação do deslocamento dos moradores, serão construídos três novos terminais: Itaquera, São Mateus e Itaim Paulista.

Na Zona Sul, estão em andamento os estudos para  implantação do primeiro transporte público coletivo sobre água, o Aquático SP, na represa Billings. Nessa região também serão construídos três novos corredores de ônibus nas Avenidas Sabará, Miguel Yunes e Chucri Zaidan, além da requalificação das Avenidas Interlagos, Santo Amaro e Itapecerica e do terminal de ônibus Jardim Miriam.

Para promover uma maior conexão entre diferentes pontos da capital, estão em desenvolvimento os projetos e tratativas necessárias para as obras da Ponte Graúna Gaivotas, ciclopassarela Panorama, ciclopassarela Bernardo Goldfarb, além da duplicação da Ponte Jurubatuba.

Já na Zona Norte será executada a requalificação do Corredor Imirim e serão construídos dois novos viadutos na Avenida Santos Dumont, sobre a Avenida do Estado. Para a Zona Oeste, estão em andamento os trâmites para a assinatura do contrato com a empresa que realizará os estudos ambientais necessários ao  prolongamento da Avenida Auro Soares Moura de Andrade, que prevê, ainda, nova ciclovia, corredor de ônibus, passarela e remanejamento viário, entre outras intervenções.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários