Coronel da reserva da PM-SP diz que
Reprodução
Coronel da reserva da PM-SP diz que "Aleksander está profundamente arrependido"

O coronel da reserva e ex-secretário Nacional de Segurança Pública, José Vicente, revelou que o coronel da ativa da Polícia Militar de São Paulo - e chefe do Comando de Policiamento do Interior-7 (CPI-7) - Aleksander Lacerda, está "arrependido até o último fio de cabelo" por convocar policiais aos atos bolsonaristas do dia 07 de setembro. As informações são do portal Uol.

"É bom salientar que o coronel Aleksander foi o único oficial da ativa que fez isso (convocar para atos). Nós temos 64 coronéis. Ele fez uma brincadeira de mau gosto, vai ser punido - tem que ser punido -, porque acabou misturando... uma grande liderança da estrutura da polícia mais poderosa do país fazer uma bobagem dessa", disse Vicente.

José trata o tema como algo "estritamente isolado" e opinou que os outros oficiais da reserva não se manifestaram pois "não têm a menor importância para a instituição".


"A grande questão da política nos quartéis é no sentido de levar para o serviço ativo, para dentro do ambiente do trabalho, a política. Se ele é favor do Bolsonaro, um sargento vai criticar porque não gosta do Bolsonaro. E aí, nenhum dos dois têm razão, porque a política é assim. A política não tem sentido", ressalta o ex-secretário.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários