Bolsonaro diz que Moraes aguarda momento para aplicá-lo uma 'sanção restritiva'
Reprodução
Bolsonaro diz que Moraes aguarda momento para aplicá-lo uma 'sanção restritiva'

presidente Jair Bolsonaro (sem partido) afirmou nesta segunda-feira (30) que o ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), "aguarda o momento" para "aplicar uma sanção restritiva" contra ele. Bolsonaro é investigado no inquérito das fake news, relatado por Moraes.

Bolsonaro deu a declaração em entrevista à rádio Fonte FM, de Goiás, ao ser questionado sobre sua fala de que lhe resta "estar preso, ser morto ou a vitória". O presidente disse que há uma "pressão muito grande":

"Eu quis dizer que está uma pressão muito grande. Você pode ver, quando a gente fala em voto eletrônico, voto impresso, passou a ser crime. Quando você fala em tratamento precoce, passou a ser crime."

De acordo com Bolsonaro, Moraes pode aplicar uma "sanção restritiva" quando ele deixar o governo:

Você viu?

"E o ministro Alexandre de Moraes me colocou no inquérito das fake news, o inquérito do fim do mundo. Inquérito sem participação do Ministério Público. O que eles querem com isso aí? Aguardar o momento para me aplicar uma sanção restritiva, quem sabe quando eu deixar o governo lá na frente."

Bolsonaro foi incluído no inquérito das fake news em função de ataques aos ministros da Corte e da disseminação de notícias falsas sobre as urnas eletrônicas. A decisão foi tomada por Moraes, que atendeu a um pedido feito pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE).


O presidente disse que o ministro "não pode ficar ameaçando os outros" e fez referência ao fato do inquérito das fake news ter sido aberto sem um pedido do Ministério Público. A decisão, tomada pelo então presidente da Corte Dias Toffoli, foi referendada posteriormente pelo plenário.

"Isso não é um trabalho que se faça. Você não pode ficar ameaçando os outros. Não pode um ministro apenas, ele ser o dono do inquérito. Ele investiga, ele julga e ele condena. Isso não pode acontecer. Se quer fazer isso comigo, imagina o que estão fazendo com outras pessoas."

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários