Advogados de Dr. Jairinho alegam que seu celular sofreu
Reprodução
Advogados de Dr. Jairinho alegam que seu celular sofreu "violação de dados"

O grupo de advogados que representam Jairo Souza Santos Júnior, o Dr. Jairinho , alegaram na última quinta-feira que o celular do ex-vereador do Rio de Janeiro, apreendido após ordem judicial, foi alvo de "provável violação de dados". As informações são do jornalista Ancelmo Gois.

Saiba mais: Dr. Jairinho: quem é o médico e vereador preso suspeito de matar o enteado

Segundo a defesa, em 28 de julho, uma ex-assessora de Jairinho, que já havia trabalhado com o rapaz, reparou que, em dois grupos onde ambos eram integrantes, apareciam a seguinta mensagem: "Jairinho Exclusivo saiu".

Saiba: 'Vê se dá o atestado pra gente levar o corpinho', pediu Jairinho sobre Henry

Com isso, os advogados defendem que houve violação no aparelho e que o celular ""foi ou ainda está sendo manuseado ilicitamente", já que o mesmo encontra-se sob custódia desde o mês de março.


Representantes de Jairinho, acusado de participar do assassinato do menino Henry Borel, de 4 anos de idade, cobram a devolução e a entrega de todos os itens digitais que pertencem a Jairinho - e que estão sob posse da 16ª DP, que investiga o caso.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários